quinta-feira, 31 de julho de 2008

VAI E VEM DAS BOLSAS

Num dos seminários de Law and Economics de Berkeley, um taiwanês (ou era um pesquisador de Hong Kong, agora não tenho exata certeza) apresentou um paper com pesquisas de campo demonstrando que o investidor individual que agiu agressivamente no mercado acionário local perdeu dinheiro em média.

Lembro também do paper do Cooter sobre desenvolvimento e pobreza das nações no qual ele defende que não é possível ter ganhos extraordinários (fora de mercado) com informações públicas. Com informações públicas só se ganham rendimentos médios comparativamente ao mercado. Ele diz que a capacidade de previsão de um evento por um economista é igual a de um cientista prever qual será a próxima epidemia (ou seja, muito baixa)

O Gustavo Franco disse em entrevista recente que é nos movimentos constantes de entrada e saída agressiva de papéis que a média das pessoas perde mais.

Em resumo:

1. o movimento da bolsa brasileira não é perfeitamente previsível;
2. não devemos "inventar moda", quem não sabe bem o que fazer é melhor deixar parado e não olhar a baixa das ações...
3. cuidado com o behavioral finance...

Nenhum comentário: